sábado, 8 de novembro de 2014

SOU ENRUGADA PELA VIDA...MAS SINTO-ME COMPLETA!


O meu rosto parece-te enrugado?
São as cicatrizes das feridas
que a vida vai-me deixando...
São as marcas de experiências vividas...

Nem tudo é sombra,
nem tudo é sol...

A minha alma machucasse 
e ao mesmo tempo sente-se acarinhada...

perguntas-me se trocava a leveza do sentir,
pela dureza daquilo que me marcou?

Não...Amei tudo o que vivi até aqui...
Nada teria sentido se fosse de outra forma...

Aprendi, ensinei, 
sorri, chorei, 
doei de mim...
Umas vezes sem retorno,
noutras tantas, também recebi...
perdi, ganhei...

E agora queres também saber se valeu a pena?
Valeu e continua a valer, 
com toda a certeza!
Valeu por tudo o que foi e não volta mais...
Vale por tudo o que é...vivido...Sentido...
Valerá, talvez, por tudo o que ainda está para vir, 
enquanto Deus assim mo permitir!

Sou enrugada pela vida...É certo, 
carrego no peito dores, desalentos, desamores...
Alegrias, euforias, emoções e contentamentos...
Memórias intemporais que não se perdem no tempo...

Mas acima de tudo,
sou imensamente feliz com as rugas
que me tornam mais completa...

Com elas aprendi o milagre 
de sentir,
de sofrer, 
de sorrir 
de viver! 

(Rómy Pinto)



2 comentários:

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Como decía Albert Schweitzer:
"Los años arrugan la piel, pero renunciar al entusiasmo arruga el alma."
"Las arrugas de la piel son ese algo indescriptible que procede del alma."
La Vida nos va dejando cicatrices que rebelan el camino andado, los tropiezos y pasos bien dados que vamos dejando a través de este maravilloso sendero que es la Existencia.
Preciosa Poesia llena de sensibilidad y sensaciones.
Abraços e Beijos.

Rómy Pinto disse...

Olá Pedro Luis López Péres!
Agradeço as suas palavras e a sua gentileza, bem como a sua doce presença no meu blog, seguindo com carinho o que escrevo!
Que as rugas possam sempre enrugar-nos com a maravilhosa experiência que esta viagem da vida nos proporciona!
Paz, luz e amor!
Beijinhos na sua alma.