domingo, 21 de julho de 2013

O QUE FICA...DEPOIS QUE TUDO SE VAI?




Passei parte da minha infância a escutar boa música...Os meus pais sempre me ensinaram a apreciar   grandes sucessos...Sucessos esses que se espalhavam pelos quatro cantos do mundo...Sou imensamente grata a eles por este reportório musical que me acompanha ao longo destes anos de vida que tenho...Mas, não é propriamente sobre música que quero falar; apesar de ser um dos trechos musicais de um dos grandes sucessos internacionais que escutei no passado, que serve de inspiração para este texto que partilho hoje com todos...Escutei durante muitos anos entre outros grandes sucessos, um que ainda hoje me traz boas recordações e me faz pensar...Falo do tema cantado pelo "Pequeno Grande Gigante" da música Brasileira, Nelson Ned, "Tudo Passa"...Quando escuto esta música e principalmente o seu refrão: " E tudo passa, tudo passará e nada fica, nada ficará, só se encontra a felicidade quando se entrega o coração"...Sinto o quanto estas simples palavras cantadas significam o total e mais precioso conteúdo do verdadeiro sentido da vida...Só se vive em pleno quando o nosso coração se entrega...E quando falo de entrega do coração, não estou a falar apenas de uma entrega carnal entre dois seres que se amam...Falo de muito mais...Porque o amor é muito mais do que a paixão incandescente de dois corpos que se entregam...O amor verdadeiro é e tão somente a entrega plena de duas almas que se sintonizam através do coração...E nesta entrega podemos falar do amor bondoso, do amor fraterno, do amor caridoso...Nesta entrega falo de um amor único que vai para além do desejo carnal...Até porque não acredito que desejo carnal seja amor (ele pode é vir com o amor)...Amor é uma entrega plena, sem hora marcada, sem lugar escolhido, sem um porquê que exija explicação...E o amor é tudo aquilo que fica para além da vida...Porque a vida só é realmente vivida por completo quando deixa-mos que o nosso coração se abra por inteiro para o amor pleno...E é neste ponto, que concordo por completo com o trecho musical que mencionei anteriormente...A vida passa...Termina...Quando menos esperamos...Sem dia nem hora marcada...Mas dizer que nada fica...É muito vago...Eu acredito que quando vivemos entregando sempre o nosso coração, a vida nunca chega a acabar...Entregar o coração para muitos pode parecer complicado, até porque quem se entrega também sofre, também sente muito mais de perto a dor, a mutilação, a mutação que uma entrega plena exige...Mas mesmo assim, pesando os prós e os contras, quem se entrega por completo de coração, é quem realmente vive a vida em plenitude e em felicidade...E não morre nunca...O corpo, esse, até pode partir...Desfaz-se no infinito do esquecimento...Mas o coração que doou amor, o coração que se entregou por inteiro, que sofreu, que sorriu, que chorou, que aconchegou, que partilhou, que verdadeiramente amou...Há meus amigos, esse coração tem vida eterna...Vive em cada lembrança dos momentos passados, vive nos confins do pensamento, vive para sempre, inesquecível, intemporal e eternizado nos corações e nas almas daqueles com quem privou caminhada...E agora...Será que me podem dizer o que fica...Depois que tudo se vai?! 

(Rómy Pinto)

2 comentários:

Lemon Chic disse...

você tem um ótimo blog ^ ^
você quer seguir um ao outro?
siga-me e me avise com um comentário
e siga você também :))


beijos
http://lemonchicbeautyfashion.blogspot.it/

BRISA DO MAR disse...

Minha querida Rómy... penso precisamente da mesma maneira... emocionei-me ao ler o seu texto, é assim que eu penso do amor... Logo irei partilhar o seu texto no facebook, porque é maravilhoso e identifico-me a 1000% com ele... Beijinhos minha querida e linda Amiga